Back in Black, disco lendário do AC/DC Álbum foi lançado em julho de 1980 marcando um recomeço para a banda

AC/DC lançou Back in Black, sétimo álbum de estúdio, em 25 de julho de 1980, há 40 anos. Com hits como “Hells Bells”, “You shook me All Night Long” e a faixa-título, o disco foi o responsável pelo auge da banda.

O projeto também marca um recomeço do grupo. Back In Black foi o primeiro trabalho do AC/DC após a morte precoce do vocalista Bon Scott, aos 33 anos. O cantor faleceu em 19 de fevereiro de 1980 com uma intoxicação alcoólica aguda e após 5 meses o disco foi lançado.

Disco de rock mais vendido do mundo

Back in Black vendeu mais 51 milhões de cópias, sendo classificado como álbum de rock mais comercializado de todos os tempos. Na lista de discos mais vendidos do mundo, ele fica em segundo lugar, atrás de Thriller, de Michael Jackson.

25 discos de platina nos EUA

Devido ao sucesso, era evidente que Back in Black receberia inúmeras certificações por vendas, mas os números impressionam. Apenas nos Estados Unidos, o álbum recebeu 25 discos de platina.

Gravação em local improvável

As gravações de Back in Black foram realizadas nas Bahamas. A banda australiana precisou ir até o país pois os estúdios que queriam na Inglaterra não estavam disponíveis – e acabou sendo um bom negócio devido à economia de dinheiro.

Ligação com Jimi Hendrix?

Devido ao problema de energia nas Bahamas, a banda e o produtor do disco, Robert John “Mutt” Lange, precisaram finalizar o álbum em Nova York. Para isso, o grupo utilizou o Electric Lady Studios, fundado por Jimi Hendrix.

Lançado em 1970, o estúdio foi utilizado por grandes nomes da música. Led ZeppelinStevie WonderDavid BowieU2Rolling StonesGuns N’ RosesKissLady GagaLana Del ReyTaylor Swift e até Marcelo D2 já passaram por lá.

O disco é considerado um dos principais lançamentos do heavy metal, auxiliando o gênero a restabelecer a popularidade global na década de 1980. Além disso, o álbum é interpretado como um dos responsáveis por introduzir o metal a uma geração mais jovem, sendo uma importante influência para as geração seguinte de bandas de rock, punk-metal e outros.